×

Ação coletiva vira live solidária em Buerarema

Apresentações vão começar nessa sexta-feira, 18, às 19 horas.

Demanda dos músicos de Buerarema é ouvida e se transforma em Live Solidária. Em meio à pandemia, os músicos, artistas, técnicos e produtores culturais foram os primeiros a parar e serão os últimos a voltar a trabalhar. Preocupados com esta situação, músicos da cidade de Buerarema lançaram, em maio, a ideia de fazer lives solidárias, em que eles trabalhariam e, ao mesmo tempo, arrecadariam fundos para compra de cestas básicas e produtos de limpeza, a serem doadas a artistas e técnicos, que em grande parte não conseguiram auxílio emergencial e ainda estão sem perspectiva do auxílio da Lei Aldir Blanc, assim como para demais cidadãos que estejam precisando.

“Já se passaram 6 meses e ainda vemos muitas pessoas passando necessidade. Entramos em contato, inclusive, com grupos de igreja e membros do Rotary Club da cidade para sabermos da real situação”, diz Carlla Oliveira, cantora e coordenadora de arrecadação do projeto.

O projeto das lives foi uma ideia dos irmãos Carlla Oliveira e Mazinho Salvatory. Ao postar sobre a ideia em um grupo de whastsapp formado por músicos, Ligia Callaz ofereceu um serviço de facilitação de processo decisório em grupo. Além de cantora e compositora, Ligia é produtora cultural e formada em metodologias de desenho de projetos colaborativos.

“àquela época, eu tinha soltado uma propaganda de facilitação de 5 projetos, de modo gratuito, no instagram do Coletivo Casa Flor, do qual faço parte. Assim que soube da ideia, ofereci para os irmãos e eles gostaram. A partir daí, criamos um grupo provisório de trabalho e fizemos 3 reuniões remotas para criação do projeto”, conta Ligia Callaz.

As lives seguirão os protocolos de proteção para o Covid-19, trabalhando com número reduzido de pessoas no local; as arrecadações estão espalhadas pela cidade de Buerarema e as pessoas que vivem fora poderão fazer doações em dinheiro, em conta específica para o projeto, disponibilizada pelo Instituto Macuco Jequitibá, que integrou o projeto na sua programação e no Edital de Ações Continuadas do governo do estado, o que viabilizou sua realização. Outro alerta que se faz é sobre o reabastecimento do banco de sangue de Itabuna, que tem sofrido uma baixa muito grande devido à redução de doações nesta época de pandemia.

O projeto está sendo realizado com a parceria dos músicos, da prefeitura de Buerarema e do Instituto MacucoJequitibá. Ele prevê também a contração de artistas e técnicos locais, realizando contratação fora, apenas de produtos ou serviços que não existam na cidade.

Para você poder acompanhar as lives solidárias Sua Casa, Nosso Palco, basta seguir o YouTube da Casa de Cultura Jonas e Pilar:

Quarta-feira, 16 de setembro, às 19h: Claudia Ferreira e Pagode Ky Legal

Quinta-feira, 17 de setembro, às 19h: Ligia Callaz e Marcelo Ganem

Sexta-feira, 18 de setembro, às 19h: Zenrique, Moses e Rock do Leal

Sábado, 19 de setembro, às 19h: Renatinho dos Teclados e Day Araújo

Domingo, 20 de setembro, às 16h: Forró Sessions e Farofa de Cuscuz

Bom show!

Essas atividades fazem parte do Projeto de Ações Continuadas e têm o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia e apoio institucional da Prefeitura de Buerarema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter:
Assine e receba nossas notícias no seu e-mail: