Dimitri Adami fala sobre o aumento da tarifa de ônibus em Ilhéus

Publicado em 15/01/2019
Palavras-chaves: ,

O reajuste da tarifa do transporte público em nossa cidade mais uma vez provoca a indignação dos usuários deste serviço. Não custa lembrar que o direito ao transporte está elencado na nossa constituição federal como um dos direitos sociais e, como tal, deve ser garantido e acessível a todos.

Bem, o simples fato da tarifa ser reajustada não deveria causar alarde, pois todo ano os salários são reajustados, a tarifa de energia, de água, os aluguéis, afinal, a inflação aí está e incide sobre todos os bens e serviços dos quais fazemos uso. Mas porque o reajuste da tarifa de transporte público causa tanta indignação ao povo ilheense?
A resposta é muito simples: A “passagem de ônibus” de Ilhéus JÁ É MUITO CARA!

Para explicar o afirmado farei uma comparação com nossa capital, onde existe um sistema de transporte público integrado com estações de transbordo, no qual o usuário pode pegar DOIS ônibus diferentes num intervalo de duas horas ou até mesmo fazer uso do METRÔ em um dos seus trajetos, pagando apenas uma única tarifa de R$3,70 (três reais e setenta centavos), diferente dos ilheenses que estão pagando R$3,80 (três reais e oitenta centavos) a partir do presente mês para fazer uso de um sistema de transporte público que não satisfaz aos anseios de seus usuários.

É papel da CÂMARA DE VEREADORES, representante do povo, perceber tal aberração e lutar pelos interesses dos cidadãos, evitando que estes sejam lesados ao fazer uso de um serviço tão essencial à coletividade.
Infelizmente, não foi o que aconteceu.

Deixe uma resposta

Newsletter:
Assine e receba nossas notícias no seu e-mail:

REDES SOCIAIS: